Os vereadores de Pindaí Tibério Fausto Neto, Charles Plinio Nogueira, José Maria de Souza e Ângelo Jardel Nogueira Fernandes, apresentaram junto ao Ministério Público Estadual, representação criminal contra o prefeito do município o Sr. Ionaldo Aurélio Prates, por supostas ilegalidades praticadas no exercício do mandato, que configuram crimes de responsabilidade, crime contra a Lei das Licitações e formação de quadrilha.

A denúncia ricamente ilustrada e bem fundamentada com documentos comprobatórios às alegações, foi consubstanciada na notícia crime que visa o oferecimento de denúncia pela Procuradora Geral de Justiça do Ministério Público da Bahia, contra o prefeito que já alardeia por aí não será candidato a reeleição e se condenado, pela soma dos delitos pode pegar de 05 a 10 anos de cadeia.

No bojo das denúncias apresentadas pelos vereadores, figura por exemplo, o aluguel de uma imóvel pertencente a um correligionário, com valores claramente super faturados, em manifesto prejuízo ao erário e sem observância da lei, para funcionamento provisório da sede do poder executivo e sobre esse ato paira uma serie de vícios e ilegalidades.

Os vereadores pedem a urgente instauração de um processo investigatório para apurar as condutas criminosas e o oferecimento de denúncia contra o prefeito, o seu afastamento cautelar, perante a gravidade dos fatos, para preservar o erário público ante o pretenso deletério, já que se avizinha a campanha para o próximo pleito. Os vereadores e a comunidade de Pindaí aguardam o pronunciamento do Ministério Público.

Clique aqui e leia na íntegra a representação!

Fonte: ASCOM – Vereadores da Oposição

 

Deixe seu Comentário