O Fluminense de Feira está negociando a contratação do goleiro Bruno, de 35 anos, para a disputa do Campeonato Baiano. O atleta, condenado pelo assassinato da modelo Eliza Samúdio, está sem clube desde o final de outubro do ano passado quando rescindiu contrato com o Poços de Caldas, time da terceira divisão mineira, após atuar por 45 minutos. O presidente do Touro do Sertão, o deputado estadual Pastor Tom (PSL), disse que o acordo está por detalhes e destacou que o jogador pagou pelo crime que cometeu.

“Estamos conversando. A Sociedade fala tanto em recuperar as pessoas que um dia cometeram um crime. Eu não vejo dificuldade nenhuma. Temos que amar o próximo. Todo mundo sabe que ele ficou preso por nove anos. Vejo que as penitenciárias da Bahia fazem tudo para recuperar um preso e entregá-lo para a sociedade. Ele pagou pelo que foi preso, ficou nove anos e não vejo nada demais. Ele estando bem fisicamente e mentalmente para agarrar no Flu de Feira… A sociedade clama pela recuperação das pessoas e agora cadê o amor pelas pessoas? Não estamos aqui para julgar ninguém. Estamos conversando e vendo alguns detalhes do contrato e dando certo, quem ganha com isso é o Fluminense de Feira e a torcida”, afirmou em entrevista ao Bahia Notícias. “Vai ficar julgando o cara o tempo todo? Ele ficou preso por nove anos e vamos ficar nessa de portas fechadas? É um grande profissional. Se envolveu num problema aí, mas já foi solto pela Justiça, ele não é foragido da Justiça. Temos que ter amor nesse momento também. Queremos que ele responda dentro de campo. Respondeu dentro de campo, já era, já foi”, finalizou.

Bruno Fernandes das Dores de Souza foi condenado a 20 anos e nove meses de prisão pelo assassinato e ocultação de cadáver da modelo Eliza Samúdio. Ele cumpria a pena na cidade de Varginha, interior de Minas Gerais. No dia 18 de julho de 2019, ele conseguiu a progressão para o regime semiaberto. No dia 27 de agosto, o goleiro foi anunciado como novo reforço do Poços de Caldas, mas por causa de salários atrasados entrou em acordo e rompeu o contrato que iria até janeiro deste ano. Antes, ele havia defendido o Boa Esporte em 2017. Bruno se profissionalizou no Atlético-MG, passou por Corinthians e em 2006 chegou ao Flamengo, sendo considerado um goleiro promissor, antes de ser preso.

Na temporada de 2020, o Flu de Feira terá apenas a disputa do Baianão. A estreia do Touro do Sertão está marcada para o dia 22 de janeiro contra o Atlético de Alagoinhas, fora de casa, pela primeira rodada.

Fonte: Bahia Notícias

Deixe seu Comentário