Na manhã desta segunda-feira (30), foi confirmada a morte de Elizangela Pereira Diamantino, 42 anos, que estava internada na Unidade de Terapia Intensiva, do Hospital Geral de Guanambi (HGG), desde o último dia 9 de dezembro, quando sentiu fortes dores, após sofrer um acidente de moto, no dia anterior, na Avenida Prefeito José Neves Teixeira, em Guanambi (BA).

Segundo informações obtidas pelo Portal Vilson Nunes, a vítima caiu de moto quando retomava do seu trabalho. Na ocasião, ela se levantou sozinha e com ajuda de populares foi direto para casa, pois acreditou que não havia se machucado gravemente, no entanto, no día seguinte, ela queixou-se de fortes dores e o marido a levou à Unidade de Pronto Atendimento (UPA), quando foi constatado algo estranho no tórax em decorrência da forte pancada que recebeu quando caiu do veículo. Posteriormente, a paciente foi encaminhada imediatamente ao HGG, onde os médicos constataram um edema grave no pulmão da vítima. Internada há mais de 20 dias, Elisângela não resistiu e foi a óbito.

Testemunhas relataram que, o trecho onde ocorreu o acidente estava em reforma há meses e havia sido liberado recentemente para o tráfego de veículos, porém ainda com desnível da camada de asfalto, o que causou o desequilíbrio da motocicleta e consequentemente a queda da condutora.

VELORIO E SEPULTAMENTO

Conforme comunicado divulgado pela família, o corpo da falecida está sendo velado na Pax Nacional e o sepultamento está marcado para acontecer a partir das 10h desta terça-feira (31) no Cemitério de Guanambi. Elizângela era casada, mas ainda não tinha filhos. Atualmente, ela estava participando ativamente de grupos de ciclismo. O anúncio da sua morte causou bastante comoção.

Fonte: Vilson Nunes

Deixe seu Comentário